sincomerciarios Jair Mafra
Jair Francisco Mafra

Os comerciários de Mogi das Cruzes contam com um líder atuante na defesa de seus direitos.

O paranaense – e motoqueiro nas horas vagas – Jair Francisco Mafra é o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio (Sincomerciários) de Mogi, Suzano, Guararema, Salesópolis e Biritiba Mirim.

Com uma liderança nata, Mafra não poupa esforços quando o assunto é garantir boas condições de trabalho aos empregados do comércio.

Ele, que trabalhou por mais de 20 anos como comerciário, conhece as necessidades da categoria.

Durante a entrevista, o presidente do sindicato mostra algumas de suas qualidades: A firmeza nas palavras e a capacidade de tratar todas as pessoas com a mesma atenção. Um cuidado que é estendido aos comerciários, seja em frases publicadas no informativo da entidade ou em negociações com o sindicato patronal.

Mafra revela a sua história com Mogi, que teve um começo difícil, mas que só melhorou ao longo dos anos.

Segundo as palavras do próprio presidente, ele não está sozinho na luta pelos direitos trabalhistas e cada vitória conquistada aumenta a força do sindicato.

Analfabeto político

O pior analfabeto é o analfabeto político; Ele não ouve, não fala;

Nem participa dos acontecimentos políticos;

Ele não sabe que o custo de vida;
O preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticos;

O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia política;

Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política nasce à prostituta, o menor abandonado, o assaltante e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e o lacaio das empresas nacionais e multinacionais.

Bertold Brecht – Dramaturgo e Poeta alemão (Augsburg 1898 – Berlim 1956)

Tragetória

Nascido em Cambé, no norte do Paraná, que é uma cidade vizinha a Londrina.

De uma família de 11 irmãos, sendo nove homens e duas mulheres.
Passando toda a infância na zona rural de Cambé, já que seu pai era administrador de fazenda.

Anos mais tarde, mudou para Londrina, onde seu pai trabalhou na prefeitura.

Aos 13 anos, começou sua vida profissional no comércio, em um armazém de secos e molhados. Aos 20 anos, foi contratado por uma empresa de tecidos, do Grupo Zogbi, onde comecou como vendedor até chegar à gerência.

Trabalhei nesta empresa por mais de 20 anos. Quando eu tinha uns 28 anos, fui transferido para Jacareí, em São Paulo.

Dois anos mais tarde, vim para Mogi.

Filiado às:
Tornando nossa categoria cada vez mais representativa politicamente na defesa dos interesses do trabalhador, sendo reconhecida como instrumento efetivo de justiça, equidade e paz social.
fecomerciarios
ugt
cntc
cms